Gestão

Em novembro de 2021, a Zappts realizou o Mês dos Produtos Digitais, com diversas palestras e treinamentos online e gratuitos. Um dos temas abordados durante esse mês foi “Como usar o Discord de modo corporativo?”, em uma palestra ministrada pela Thauany Moedano, Head de Desenvolvimento, aqui na empresa.

Este texto foi desenvolvido com base em tudo o que foi explorado durante o evento.

Para quem quiser acompanhar o vídeo, a gravação está disponível abaixo:

Você sabia que a Zappts utiliza o Discord como principal meio de comunicação interna? Sim! Hoje vamos falar um pouquinho sobre como foi essa jornada, o porquê da escolha desta plataforma, como tem sido a nossa experiência e algumas ferramentas que usamos dentro do nosso servidor (webhooks, bots).

Mas, afinal, o que é Discord?

Discord é uma ferramenta de voz sobre IP, com canais de áudio e texto. Foi lançada em 2015 e possui versões para, praticamente, todas as plataformas, seja app ou web. Surgiu com seu público-alvo principal sendo a comunidade gamer, e o objetivo de facilitar a comunicação entre os jogadores ao criarem servidores onde podem conversar com os amigos e outros gamers. Atualmente, o branding do Discord trabalha qualquer tipo de comunidade, seja ela gamer ou não. Eles, inclusive, fizeram parceria com o GitHub, focando no pessoal de T.I.

O Discord é orientado a servidores, e esses são locais separados, onde você pode fazer a organização da sua própria comunidade, de acordo com seus assuntos de interesse. Também é possível ter canais de voz e texto, além de algumas ferramentas de moderação que tornam possível elencar quem faz o que dentro do servidor. E é claro, também temos os bots, muitos bots!

O que são os bots?

Basicamente, são usuários-robô que podemos convidar ou criar para dentro do servidor, e eles oferecem diversas funcionalidades extras. A interação com estes é feita através de comandos.

Existem bots de moderação, de música, bots que melhoram checklists, bots de lembretes, e outras diversas funcionalidades que incrementam um servidor.

E como foi nossa jornada corporativa com o Discord?

Tudo começou em março de 2020, com o início da pandemia de coronavírus. Assim como todas as empresas, passamos por aquele período onde todo mundo deveria trabalhar em modelo home office, e não sabíamos como iríamos adaptar nossa comunicação interna. Tínhamos cerca de 30 colaboradores na época.

Fizemos uma reunião com todo mundo da empresa, e discutimos sobre como seria este novo modelo de trabalho. Abrimos uma votação para o pessoal sugerir qual ferramenta de comunicação poderíamos usar, já que não tínhamos um padrão, e foi aí que surgiu a ideia do Discord.

  • Os primeiros movimentos

No início, a organização do nosso servidor refletia a planta do escritório da Zappts. Então, assim como nossa sede, tínhamos as salas com os nomes de big tecs: sala Facebook, Youtube, Microsoft, etc. E o pessoal que ficava nessas salas, usavam os canais de áudio das mesmas. Tentamos transportar ao máximo a experiência que a gente tinha no presencial, para o 100% virtual.

Pensando nisso, criamos o canal de texto #hello-goodbye, onde as pessoas informavam sua disponibilidade (bom dia, almoço, saindo…), além de um servidor paralelo chamado relax & fun, apenas para os Zappters se divertirem, falarem sobre filmes, séries, memes.

  • Organização

Conforme a empresa foi crescendo (hoje temos mais de 100 colaboradores, 3 vezes mais do que no começo da pandemia), a organização do servidor ficou maior que a nossa sede e percebemos que essa estrutura não iria continuar tão funcional, não daria mais para ela refletir a sede da Zappts. Reformulamos nossos canais, e esses começaram a refletir as squads. Assim, todos os novos colaboradores conseguiriam se encontrar dentro do Discord.

Nosso servidor paralelo foi descontinuado, e, no servidor principal, criamos o canal #random, onde o pessoal pôde se sentir livre para compartilhar sobre qualquer assunto.

Também passamos a utilizar canais específicos para avisos com a escrita moderada por cargos, onde só determinadas pessoas têm autorização para escrever os comunicados da empresa.

Com nosso crescimento exponencial, começamos a nos perguntar: como podemos melhorar? Tem como ir além do nosso servidor?

Foi aí que sentimos a necessidade de novas ferramentas para o nosso servidor do Discord. Precisávamos automatizar alguns avisos, como:

  • Ginástica laboral
  • Reunião semanal
  • Aniversariantes do dia
  • Tempo de casa dos Zappters

Com a necessidade de poupar tempo, nasceu a nossa história com os Webhooks.

E o que são Webhooks?

Webhook nada mais é do que uma forma de você integrar aplicações por meio de uma API. Basicamente, ele permite que, através de uma API, eu consiga postar mensagens em um determinado canal.

Esse post pode ser uma mensagem de texto, pode conter imagens e várias outras features, e sua utilização pode automatizar alguns processos do canal do Discord.

Como configurar o Webhook?

Para começar, acesse as opções/configurações do seu servidor. Em integrações, crie um novo Webhook e escolha em qual canal ele irá postar. Cada Webhook pode postar em apenas um canal, e você pode alterar o nome e o avatar do mesmo. Salve as alterações e copie a URL disponibilizada.

Para o segundo passo, você precisará de um programa chamado Postman. Este é um app desenvolvido para interagir com as APIs de uma forma fácil.

Após a instalação do programa, cole a URL do Webhook que o Discord ofereceu. No corpo da requisição, existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas (aqui você encontra algumas delas [link]), mas, a principal, é o content. Este nada mais é do que o que você gostaria de postar em seu canal.

Escreva a mensagem e clique em postar.

É simples! O Webhook da Zappts funciona exatamente desta forma.

Como podemos automatizar os posts do Webhook no Discord?

Fizemos uma estrutura totalmente cloud e outra totalmente serverless. Este último, como o próprio nome já diz, é uma arquitetura sem servidor, isso porque não gerenciamos nenhum servidor ativamente. A AWS, que foi a nuvem que escolhemos para hospedar toda essa arquitetura, que é responsável por gerenciar a infraestrutura necessária.

Na AWS, temos um serviço chamado Cloud Watch. Este é um serviço que contém várias coisas, e uma delas são os alarmes. São eles que permitem o agendamento de eventos e, uma vez que a data dos mesmos chega, eles chamam uma função para fazer algum processamento que a gente queira.

Para cada post que o nosso Webhook faz, temos um alarme configurado. Então, todos os dias, em um determinado horário, os alarmes chamam as funções, que são servless, e elas fazem as postagens.

Os dados automatizados destes posts (aniversariantes, reuniões, tempo de casa, etc) vem da integração com as nossas planilhas preenchidas com essas informações.

Uma das maiores vantagens que vimos em utilizar essa arquitetura, foi que, com pouco esforço, ganhamos muito. Os posts são feitos automaticamente e não perdemos a interação com o pessoal dentro dos canais do Discord.

Personificação do Webhook

Ali em cima, falamos que era possível trocar o nome e o avatar do seu Webhook quando o mesmo fosse criado. Assim, quando os posts automatizados são feitos, a mensagem enviada simula um usuário BOT postando.

A partir disso, abrimos para que os Zappters pudessem escolher via votação o nome e imagens no nosso BOT user.

Foi assim que nasceu o Cleiton!

Quais são as nossas ideias para o futuro?

Nossa história com o Discord não termina aqui. Ainda temos alguns sonhos para serem realizados muito em breve.

  • Auto roles: autonomia para o colaborador escolher seu cargo de acordo com a stack e o projeto;
  • Cleiton as a Bot: um BOT ativo que poderia responder a comandos permitindo funções avançadas com um FAQ, DMs de onboarding, etc;
  • Zappters Colaboradores, eles sabem das coisas?: Webhook para envio de perguntas para as squads responderam e trabalharem hard skills;

O Discord + Zappts = match?

O grande resumo que tivemos no final das contas, foi:

  • Tivemos muitos benefícios e usabilidade para uma ferramenta free;
  • Receptividade dos clientes: alguns até criaram seus próprios servidores;
  • A feature recente de threads ajudou a resolver problemas de últimas conversas acontecendo no mesmo chat.

Também tivemos algumas limitações como: o tamanho do texto, o tamanho máximo para upload de arquivos, a qualidade das transmissões e, embora seja visível o esforço para melhorar, a plataforma ainda tem falhas na acessibilidade.

Sendo assim, a resposta para essa pergunta é: depende.

Para o nosso tamanho e cultura atual, ele serve perfeitamente. Mas, cada caso é um caso e precisa ser analisado separadamente.

Se você perdeu nosso evento sobre "Estratégias para reduzir o ‘time to market’ de produtos digitais em grandes corporações" com nosso CEO Rafael Tiba, clique aqui para conferir o conteúdo!

Sobre a Zappts

Fundada em 2014 por Rodrigo Bornholdt e Pablo Augusto, a Zappts realiza a aceleração digital de grandes marcas com times de alta performance. Com foco no desenvolvimento de software, especialmente em Front-end, UX Design, Quality Assurance e Gestão de Ambientes Cloud atua no planejamento, gestão e operação de serviços de desenvolvimento de soluções digitais corporativas, gestão de ambientes e transferência de conhecimento por meio da tecnologia da informação. Referência na criação de experiências digitais para os usuários, além de desenvolver soluções inovadoras e rápidas, a empresa atua em modelo 100% remoto, com equipes distribuídas em mais de 17 estados do Brasil.